Ensino Fundamental
 Ensino Médio
 Ensino Superior
 Trabalhos de Alunos
 Matemática Financeira
 Estatística
 Biografias Matemáticas
 História da Matemática
 Laifis de Matemática
 Softwares On-line
 Softwares Matemáticos

 Shopping Matemático
 Videoaulas em DVD
 Softwares em CD
 Pacotes Promocionais
 Só Vestibular

 Só Exercícios
 Desafios Matemáticos
 Matkids
 Provas de Vestibular
 Provas Online

 Área dos Professores
 Comunidade
 Fóruns de Discussão
 Artigos Matemáticos
 Dicionário Matemático
 FAQ Matemática
 Dicas para Cálculos

 Jogos Matemáticos
 Mundo Matemático
 Histórias dos Usuários
 Curiosidades
 Simulador da Mega-Sena
 Absurdos Matemáticos
 Pérolas da Matemática
 Paradoxos
 Piadas e Charges
 Charadas
 Poemas
 Palíndromos

 Indicação de Livros
 Símbolos Matemáticos
 Frases Matemáticas
 Matemática para o Enem
 Fale conosco

Busca geral

Pesquisa em todas as seções do site.


Gostou do site?

Recomende-o para um amigo.

Seu nome:

Nome do seu amigo:

E-mail do seu amigo:


Marin Mersenne

Marin Mersenne nasceu em 8 de Setembro de 1588 em Oize-Maine, França. Faleceu em 1º de Setembro de 1648 em Paris, França. É mais conhecido pelo seu trabalho de esclarecimento e de correspondência entre eminentes filósofos e cientistas, e pelo seu trabalho na Teoria dos Números. Mersenne frequentou o College de Mans após o qual, e a partir de 1604, passou cinco anos no Colégio Jesuíta de La Fleche. De 1609 a 1611 estudou teologia em Sorbonne.

 

Uniu-se à Ordem Religiosa de Minims em 1611. O nome da Ordem Religiosa vem de que Minims escondiam-se ao mínimo (minimi) de todos os religiosos; a sua vida era devotada à oração, estudo e escolaridade. Mersenne continuou a sua educação dentro da Ordem de Nigeon e depois em Meaux. Voltou a Paris onde em 1612 se tornou Padre na Place Royale.

Ensinou filosofia no Convento de Minim em Nevers de 1614 a 1618. Em 1619 regressou a Paris aos Minims de l'Annociade próximos de Place Royale. A sua cela em Paris tornou-se um lugar de encontro para Fermat, PAscal, Gassendi, Roberval, Beaugrand, e outros que mais tarde se tornaram o coro da Academia Francesa. Mersenne correspondeu-se  com outros eminentes matemáticos e tornou-se de extrema importância na comunicação do conhecimento matemático pela Europa no tempo em que ainda não haviam jornais cientifícos. Mersenne investigou números primos e tentou procurar uma fórmula que representasse todos os números primos. Embora tenha falhado, o seu trabalho nos números da forma 2n-1, tem sido de contínuo interesse na investigação de números primos de grande escala. Mersenne defendeu Descartes e Galileu contra as críticas teológicas e, batalhou para expor os pseudo cientistas da alquímia e da astrologia. Continuou algum do trabalho de Galileu em acústica e estimulou algumas da descobertas realizadas por Galileu na área da mecânica. Propôs o uso de um pêndulo como um mecanismo temporal a Huygens, inspirando-o assim na construção do primeiro relógio de pêndulo.

Em 1633 publicou Traité des mouvements, e em 1634, Les Méchanique de Galilée, que era uma versão das dissertações de Galileu sobre mecânica. Traduziu parte do Dialogo de Galileu para francês, e em 1639 publicou uma tradução do Discorsi de Galileu. Foi através de Mersenne que o trabalho de Galileu se tornou conhecido fora de Itália.

Duas importantes publicações em física matemática foram L'Harmonie Universelle (1636) e Cogitata Physico-Mathematica (1644).Também escreveu Traité d'harmonie universelle (1627), um trabalho sobre múscia, instrumentos musicais e acústica.

Após a sua morte foram encontradas cartas na sua cela pertencente a 78 diferentes correspondentes incluindo Fermat, Huygens, Pell, Galileu e Torricelli.

 

<< Voltar para Biografias

 

Curta nossa página nas redes sociais!

 

Mais produtos

 

Sobre nós | Política de privacidade | Contrato do Usuário
Anuncie | Investidores | Sala de imprensa | Sugestões | Fale conosco

Copyright © 1998 - 2017 Só Matemática. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Virtuous.